Excesso de flúor: entenda os riscos e consequências para o organismo

Se você acha que quanto mais flúor melhor para limpar os dentes, leia esse artigo!

 

Qual o papel do flúor na saúde bucal e o que flúor?

Podemos encontrar o flúor em diversas formas na natureza, ele é um mineral bastante reativo. Ao combiná lo com com algumas substâncias ele se torna um forte aliado ao organismo.

O fluoreto de sódio é usado na pasta de dente e também na fórmula do gel usado pelos dentistas para fazer a limpeza dentária no consultório.

O flúor é incorporado pelo esmalte ao entrar em contato com a superfície dos dentes, e atua contra a formação de placa bacteriana (link artigo sobre placas) e das cáries. Por auxiliar no fortalecimento dos dentes, o fluoreto de sódio (flúor) tem um importante papel na saúde bucal.

 

Flúor em excesso prejudica?

Fluorose é o nome dado pelo excesso de flúor que pode levar a um quadro de intoxicação crônica. Isso pode levar a um problema se saúde bucal que pode afetar o esmalte e levar à perda do cálcio, a estrutura dos dentes é afetada de forma definitiva.

O período mais arriscado de ocorrer isso é na troca de dentes de leite pelos permanentes, causado pelo uso inadequado de pasta de dentes contendo flúor, principalmente por crianças nessa fase. Mas isso não restringe somente às crianças, adultos que usam grande quantidade de pasta de dentes estão correndo risco também.

 

Fluorose pode causar o que?

Começa com pequenas manchas brancas nos dentes, em formato de linhas ao longo da superfície. Permanecendo o excesso as manchas se tornam escuras até chegar na cor marrom.

Em casos mais graves causa a perda do esmalte e do cálcio nos dentes, ocorrendo fraturas e até a queda do dente.

É impossível eliminar por completo as manchas depois que aparecem. Prevenção e orientação são necessários.

 

Cuidados na limpeza dentária.

Usando a pasta de dente corretamente podemos evitar os males causados. É recomendado apenas água filtrada ou soro fisiológico em crianças até 6 meses de idade ao fazer a limpeza das gengivas (link odontopediatria).

Até os 6 anos de idade devemos usar as pastas sem flúor ou com baixa quantidade de flúor.

Após essa idade com a orientação de um adulto pode se usar pasta fluoretada, para evitar que as crianças engulam o produto.

Uma pequena quantidade de pasta é o necessário para uma limpeza bucal em um adulto, o que remove restos de comida e as bactérias são os movimentos da escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>